“Como você faz para viajar tanto?”

pinnedworldmap

Em primeiro lugar, eu não acho que eu viaje tanto. Eu com certeza não viajo tanto quanto gostaria. Eu não sou uma viajante em tempo integral – viajo apenas no meu tempo livre (afinal, estou fazendo um doutorado). Mas, mesmo assim, eu ouço essa pergunta frequentemente. Acho que pode-se dizer que eu consegui viajar um bocado nesses últimos anos, em paralelo ao mestrado e doutorado. (Para um resumo das minhas viagens em 2015, clique aqui).

Então, decidi tentar responder a essa pergunta: como é que eu consigo viajar tanto quanto eu viajo? Afinal, para viajar são necessárias basicamente duas coisas: tempo e dinheiro. E estudantes não possuem nenhum dos dois. Então, como funciona?

Minha primeira resposta a isso é: PRIORIDADE.

No meu tempo de lazer, fora do trabalho, viajar é minha prioridade. É o que eu mais gosto de fazer quando tenho um tempo livre. Claro, eu tenho outros hobbies, como dançar, escrever e aprender idiomas. Mas estes eu posso fazer a qualquer momento, em dias úteis após o trabalho. Então, quando eu tenho aquele tempo livre extra, como fins de semana e feriados, eu trato de usá-lo da forma que acho melhor: visitando novos lugares.

Algumas pessoas preferem usar seu tempo livre descansando em casa, ou indo à academia, ou aproveitando para ler um livro, por exemplo. E não há problema algum nisso – cada um deve fazer o que o faz feliz. Eu? Eu gosto de usar todo o meu tempo livre para viajar – se possível para algum destino novo.

Então um dos principais motivos pelos quais eu ‘me viro’ para viajar tanto é porque eu vejo isso como uma prioridade para o meu tempo de lazer.

Dito isso, ainda temos 2 problemas: falta de tempo e de dinheiro.

Problema #1: TEMPO

“É fácil para VOCÊ viajar, porque você mora na Europa”.

Claro, viver na Europa, como eu, facilita muito viajar frequentemente. É muito prático visitar países diferentes por aqui, pela proximidade e preços acessíveis de voos, trens e ônibus. MAS… há um porém. Se você é um estrangeiro vivendo na Europa como eu, você provavelmente gasta a maior parte dos seus dias de férias indo para o seu país de origem. Sim, isso é ótimo, e inclusive necessário para a minha sanidade mental (de novo, prioridades!), e eu não faria diferente. Mas ir pra casa não conta exatamente como viajar de verdade para mim, porque eu cresci lá, e não é novidade.

Eu posso tirar 30 dias úteis de férias no trabalho por ano, sem contar fins de semana e feriados. Geralmente eu vou ao Brasil uma vez por ano, e gasto por volta de 20 dos meus dias úteis de férias lá. Isso significa que ⅔ das minhas férias se vão só com a ida ao Brasil. E quando eu eventualmente vou duas vezes no ano (como farei esse ano para ir a um casamento), sobra ainda menos tempo de férias para conhecer novos destinos – por volta de 5 dias por ano só!

Em suma: não se engane – pode parecer mais fácil para mim viajar para lugares novos porque eu moro na Europa, mas na realidade eu não tenho tanto tempo assim disponível para isso.

Então como eu lido com o problema de ter tão pouco tempo? Eu basicamente tento aproveitar ao máximo esse pouco que eu tenho.

“Eu não posso fazer [insira qualquer coisa aqui] porque não tenho tempo”.

Isso NÃO É VERDADE. Todo mundo tem tempo, mesmo que pouco. O que varia de pessoa para pessoa é o que ela decide fazer com o seu tempo. Você não deixa de fazer alguma coisa porque não tem tempo – você deixa de fazer porque você não está disposto a gastar o tempo que você tem fazendo aquilo. (Talvez porque não seja prioridade sua.)

Como dito antes, eu normalmente tenho apenas uns 5 a 10 dias por ano para viagens, dependendo se eu vou ao Brasil uma ou duas vezes no ano. Porém… a boa notícia é que esses são apenas dias úteis – ainda tem fins de semana e feriados que não entram na conta. Então eu tento aproveitar AO MÁXIMO os feriados e fins de semana prolongados que a Alemanha me oferece. E, acredite, eles não são nada frequentes – pelo menos comparado ao Brasil.

O que eu faço é: eu planejo com antecedência e acomodo diferentes viagens nos feriados que eu sei que vou ter durante o ano. O calendário é fixo e você pode obter essas informações com bastante antecedência, então use-as para sua vantagem. Você muito provavelmente não vai me encontrar em Berlim durante um feriadão (a não ser que algo excepcional esteja acontecendo na cidade). Pra mim, isso seria um certo desperdício. Não me interprete mal – eu AMO Berlim e ainda há muito que eu quero ver e fazer aqui, mas a minha lógica é: eu posso passear na cidade onde moro em qualquer fim de semana comum. Fins de semana prolongados? Esses são raros e preciosos, e devem ser usados com sabedoria.

Se você mora no Brasil ou na América do Norte ou na Austrália, por exemplo, não é tão fácil visitar outro país durante um feriadão. A distância é enorme, e os preços não ajudam. Vivendo na Europa, eu geralmente faço diversas viagens curtas ao longo do ano. Mas, se você não vive aqui, talvez possa fazer menos viagens por ano, mas por períodos de tempo mais longos. Ou ao invés de viagens para o exterior, você pode explorar o seu próprio país. Esses são apenas estilos diferentes de viajar, mas possíveis e prazerosos de qualquer forma. Além do mais, no Brasil existem tantos feriadões – às vezes 11 por ano! – então faça bom uso deles.

Problema #2: DINHEIRO

Esse ponto não é tão problemático assim contanto que você esteja disposto a fazer viagens de baixo orçamento. Voos em promoção, hotéis e pensões simples, ônibus, albergues, etc. No atual momento da minha vida, eu não me importo em ficar em um dormitório com banheiro compartilhado por algumas noites. Eu não me importo em comer fast-food eventualmente, ou em usar uma cozinha para fazer algo simples. Eu também não me importo de voar em aviões menos confortáveis dentro da Europa e de levar só uma mala de mão. Provavelmente no futuro eu vou querer mais conforto, de acordo com a minha idade e condição financeira, mas não agora. Porque eu sei que tudo isso significa economizar MUITO.

Como uma boa brasileira, eu gosto de me certificar de que estou pagando os melhores preços. Não é que eu seja ‘mão-de-vaca’ quando estou viajando – eu tenho prazer em pagar uma boa refeição ou uma experiência que eu acredite que valha a pena. Mas eu não gosto de gastar a mais em coisas que podem ser evitadas.

“Gaste dinheiro em experiências, não em coisas.”

A resposta final para tudo: PLANEJAMENTO

Eu ❤ planejar. Eu acredito firmemente que, planejando com antecedência, se consegue a melhor relação custo/benefício. E eu acho que sei porque eu amo tanto fazer planos. Eu sou uma pessoa muito ansiosa, e planejar me proporciona a sensação de que eu estou de alguma forma no controle da minha vida e do futuro. Claro, isso nem sempre é verdade, e só é possível planejar certas coisas. Mas, felizmente, uma viagem é uma dessas coisas que se pode planejar em grande parte.

Planejando com antecedência, você consegue acomodar uma ou mais viagens no pouco tempo livre que você tem por ano, além de economizar dinheiro. Pronto: uma solução para os nossos dois problemas.

Resumindo:

  • Defina quais são suas prioridades para o seu tempo livre. Descubra o que você mais ama fazer. (E experimente coisas novas. Essa é a única forma de realmente descobrir o que você gosta de fazer.)
  • Voce tem sim tempo livre – use-o com sabedoria (nas suas prioridades).
  • Se viajar é uma prioridade para o seu tempo de lazer, planeje com antecedência para otimizar tempo e dinheiro.

“Beleza, planejar uma viagem parece vantajoso e fácil na teoria, mas como você faz na prática?”

Veja a resposta no próximo post aqui:
Como eu planejo minhas viagens (com pouco tempo e dinheiro)

Anúncios

3 comentários sobre ““Como você faz para viajar tanto?”

    1. Que bom!!! Sim, o Brasil é gigante e tem milhões de lugares maravilhosos pra conhecer!
      E siiiim! Não é que eu “tenho que ir”, é que eu faço questão de ir 😀

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s