6 anos depois… ainda na Europa!

Hoje faz 6 anos que eu me mudei pra Europa, e 3 que eu comecei uma plataforma para compartilhar meus pontos de vista sobre viver no exterior: este blog.

Seis anos inteiros. São 2 copas do mundo que eu vivenciei aqui. Ou, em termos acadêmicos, é a duração total de um mestrado mais um doutorado (então, acredite, é muito tempo).

Meus colegas da pós-graduação, com quem eu compartilhei essa jornada europeia desde o primeiro dia, e eu estamos terminando nossos doutorados este ano. Então, pra nós, este 6º Euroversário é o fim de uma era, o encerramento de um ciclo.

Eu tento fechar os olhos e imaginar eu mesma 6 anos mais jovem chegando aqui. Lembro de me sentir super animada, extremamente grata e surpreendentemente destemida. Mas será que eu achava, naquela época, que eu ainda estaria vivendo aqui depois de todo esse tempo? Ou, melhor dizendo, que eu ainda iria querer morar aqui?

Eu tinha sim uma atitude de mente aberta, de “vamos ver no que vai dar”, mas com uma leve tendência de achar que eu iria querer voltar pro meu país de origem eventualmente, depois dos meus estudos.

Mas meu mestrado e doutorado se passaram e eu ainda estou aqui. Felizmente, por escolha. Até mesmo o meu lado mais aventureiro do passado não poderia ter previsto que minhas intenções atuais fossem ser tão claras. Eu cheguei à conclusão que Berlim é o lugar onde eu quero estar no momento.

Eu tive a oportunidade de morar em, e visitar, várias cidades da Europa nestes últimos 6 anos, e encontrei um lar na Alemanha – especificamente, na capital. Não é novidade que Berlim é uma cidade interessante, barata, tudo-menos-entediante, com condições de moradia difíceis de serem batidas. Essa cidade me ganhou.

Isso quer dizer que a vida aqui é só flores? De jeito nenhum. Eu às vezes fico com vontade de xingar certos alemães em português? Com certeza. Mas todo lugar no mundo tem as suas desvantagens, então o que importa no fim das contas é que os prós superem os contras. E eu não consigo pensar em nenhum motivo pra deixar Berlim ou em qualquer outra cidade onde eu estaria mais feliz morando.

Pelo menos por enquanto. O ditado “nunca diga nunca” é tão válido agora quanto era há 6 anos. Na minha adolescência no Brasil, eu não tinha ideia de que um dia eu iria construir um novo mundo meu na Alemanha. Então é inútil tentar prever o que o futuro vai trazer.

Tudo o que sei é que, 6 anos depois, eu ainda estou aqui – mais grata e satisfeita do que nunca.


Posts reflexivos da mesma série:

2017 – 5 anos na Europa

2016 – 4 anos na Europa

2015 – 3 anos na Europa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s