Retrospectiva: minhas viagens em 2018

2018 foi um ano cheio de mudanças para mim – e elas conseguiram superar as expectativas! Ano passado, eu terminei meu doutorado (motivo suficiente pra levar o prêmio de melhor-ano-da-vida), me mudei pra um apartamento novo e lindinho com meu namorado, comecei a trabalhar no emprego que eu queria, e no final ainda dei uma palestra no TEDx! Olá, vida adulta! Resumindo assim, parece o roteiro perfeito – mas ah, como teve seus altos e baixos…

Eu estive tão ocupada que não havia postado aqui desde agosto passado (tsc, tsc). Mas agora eu estou de volta, e quero continuar a tradição de fazer uma retrospectiva das viagens que eu fiz no ano anterior (pela quarta vez já!).

Posts anteriores da mesma série:
Minhas viagens em 2017
Minhas viagens em 2016
Minhas viagens em 2015


Em 2018, eu não consegui viajar todos os meses, o que geralmente é a minha meta: você vai notar que fevereiro, maio e novembro ficaram de fora. Mas as viagens que eu fiz foram muito especiais e trazem ótimas lembranças. Foi um ano em que meus pais vieram me visitar (minha mãe pela primeira vez) e em que eu retornei às cidades onde eu morei durante o mestrado – justamente no mesmo ano em que eu terminei o doutorado e fechei o ciclo da vida acadêmica. Se fosse um filme, teria levado o título “De volta às origens”. 😀

JANEIRO: Rio de Janeiro (Brasil) / Usedom (Alemanha)

Eu normalmente passo o Ano Novo na minha cidade natal, o Rio. Dessa vez, eu tive a companhia de uma amiga dos programas de mestrado e doutorado. E depois de voltar ao inverno de Berlim, eu fiz um bate-e-volta a Usedom, uma ilha no Mar Báltico, no nordeste da Alemanha.

MARÇO: Nennendorf / Oeste da Alemanha

Março me levou mais uma vez ao Mar Báltico (os alemães usam qualquer oportunidade pra ir pro litoral, mesmo no inverno), em um fim de semana aconchegante em que um grupo grande de amigos alugou uma casa inteira só para nós, em um vilarejo chamado Nennendorf.

E no primeiro feriadão do ano (Páscoa), uma amiga e eu fomos em direção ao oeste da Alemanha para visitar Colônia, Bonn, Düsseldorf, Koblenz e Aachen. O destaque foi o Castelo Drachenburg, cujo mirante principal esteja fechado temporariamente, mas mesmo assim nós demos um jeito de entrar na área proibida para tirar fotos lindas como esta:

drachenburg
Castelo Drachenburg em Königswinter

ABRIL: Grécia

Meu aniversário se tornou um fim de semana prolongado junto com o feriado de primeiro de maio, quando eu visitei a Grécia, com todo o seu sol e calor, pela primeira vez – fazendo base em Atenas e de lá bate-e-volta de um dia para Nafplio (dica de um amigo meu grego) e um passeio de barco até algumas das ilhas ali perto: Hydra, Poros e Aegina.

athens
Atenas, Grécia
nafplio
Nafplio, Grécia

JUNHO: Lisboa + Algarve (Portugal)

Como eu tenho família e raízes em Portugal, eu sempre volto lá. Dessa vez, eu visitei uma amiga querida do Rio, de longa data, que estava morando em Oeiras, pertinho de Lisboa, e alguns dos meus parentes, e depois fui para o sul para aproveitar as praias do Algarve (minha segunda vez lá). Tudo isso no meio da Copa do Mundo. Que semana maravilhosa e acolhedora que foi!

algarve
Praia do Camilo, Lagos, Algarve

JULHO: Göttingen (Germany)

Um casal de amigos meus comemoraram a formatura do doutorado deles em Göttingen (onde eu fiz meu mestrado e morei por quase 2 anos) e eu não podia perder. Um fim de semana revendo velhos amigos, festejando e indo assistir a jogos da Copa do Mundo nos mesmos lugares onde eu havia assistido 4 anos antes.

AGOSTO: Rackwitz (Alemanha) / Bordeaux (França)

Um casamento muito lindinho de um casal de amigos, no campo, nos levou a um vilarejo chamado Rackwitz, perto de Leipzig, em um fim de semana de verão.

Mais tarde no mesmo mês, eu voltei a Bordeaux, onde eu morei e estudei por um semestre durante o mestrado, para o encontro anual do meu programa de mestrado. Como sempre, foi uma semana cercada de amigos queridos (antigos e novos), comemorações, troca de ideias e até uma visita ao Château de Montaigne com a obrigatória degustação de vinhos.

chateaudemontaigne
Château de Montaigne, França

SETEMBRO: Norte de Portugal

Meus pais e padrinhos (que são bem próximos a mim) vieram me visitar em Berlim – foi a primeira vez da minha mãe na Alemanha! Então, naturalmente, meus pais e eu fomos visitar nossa família no norte de Portugal, onde eu já havia ido algumas vezes. Eles fizeram o tour completo conosco: Porto, Coimbra, Viseu, Aveiro… Portugal é um país onde sempre é ótimo estar de volta.

berlineastsidegallery
East Side Gallery, Berlim
aveirocostanova
Costa Nova, Aveiro, Portugal

OUTUBRO: Hamburgo (Alemanha)

Seis garotas vindas de três cidades diferentes da Alemanha conseguiram se encontrar em Hamburgo para um fim de semana de despedida de solteira – que foi uma surpresa para a noiva, inclusive o programa que nós planejamos: salão de trampolins, paintball, brunch e claro, uns bons drinks.

hamburg
“The Chug Club”: excelente bar em Hamburgo, Alemanha

DEZEMBRO: Rio de Janeiro (Brasil)

Como de costume, eu passei os últimos dias do ano no Rio – e essa foi a primeira vez que meu namorado também foi! Passamos o Ano Novo vestidos de branco, com um casal de amigos queridos que também foram para o réveillon, com os pés nas águas da praia de Copacabana e os olhares para os fogos de artifício no alto.

rioreveillon
Réveillon em Copacabana, Rio

Como 2018 teve tantos marcos importantes para mim, vai ser difícil superar esse ano… Mas… dê o seu melhor, 2019! Espero que todo mundo tenha ótimas viagens esse ano!

Anúncios